1.02.2010

Silicone





Dizem que silicone é uma arma
que acaba até com carma.

Que é o remédio perfeito
que produz sensual efeito....

Que é um eterno poder,
nenhum verme  há de comer!!!

E assim, no meu epitáfio frio,
velho, cheirando a bafio,

Escreverei em tinta sintética:

"Morreu louca, cega e cética,
mas viveu em voluptuosa estética.
Era uma velha "porreta",
tudo já era murcho
menos a empinada teta!!!"


.....................................

2 comentários:

Anderson Cristiano da Costa disse...

Nem sei o que pensar, sinceramente. Gostei demais do escrito, confesso que ri um bocado. Agora... do que adianta uma teta bem empinada se o resto de nada servirá? Mas cada um com suas loucuras, não cabe a mim julgar as estranhas manias contemporâneas.

Abraço

Anderson

Francisco Libânio disse...

Muito bom... Adorei. Queria ter coragem de pôr alguns poemas mais ousados no blogue. Sobra timidez, falta coragem de encarar possíveis pedradas.

Quem sou eu

Minha foto
Eu sou o fio que liga os pensamentos... o cio dos momentos de afeto... sou o furo no teto... que deixa ver as estrelas... sou a última... não as primeiras... fico no fim da sala... acalmando a alma... que não cala... silenciosa em desatino... sou as palavras sem destino... voando pela goela... sou a alma que berra... o sentimento insano... sou boneca de pano... na infancia da pobreza... sou o louco que grita... as verdades para a realeza... é sou eu... espelho torto do mundo, amor de Prometeu, fogo ao homem, fome de pássaro pontual e solução de caduceu...